TRANSFIGURAR-SE É VIVER

“O teatro tanto permite mudar de corpo quanto de alma”. Pus esta frase na boca de um personagem para lembrar que certas coisas só podem ser ditas em cena, pois aí vigora um como se, cuja função é nos liberar.

Pela liberdade que o teatro propicia, ele não tem como ser substituído por nenhuma outra forma de manifestação artística e não vai deixar de existir, apesar dos maus agouros.

 

 

 

nadinha

A mendiga da minha rua é incansável. Pode o sol estar escaldante ou o céu ameaçar chuva, ela se senta no mesmo banco de sempre e interpela quem passa: “– Uma moedinha, por favor”. Na última vez que passei sem dar nada, gritou para todos ouvirem: “– Eles hoje vão jogar uma bomba aqui”. Manifestou assim seu desejo de me matar, valendo-se de uma licença a que, tirante os personagens, só os marginais têm direito.

Teatro grego de Segesta, Sicília, restaurado, desenho


Facebook
Facebook
Youtube
Youtube
Google +
Google +
http://www.abcdavida.com.br/posts/transfigurar-se-e-viver/
Comentários sobre "TRANSFIGURAR-SE É VIVER"

Enviar uma resposta